Salar de Uyuni: como é a viagem ao maior deserto de sal do mundo

Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo, um destino de viagem incrível e nosso vizinho, ali na Bolívia. 

Localizado a 600 km da capital boliviana, La Paz, e bem próximo à borda da imponente Cordilheira dos Andes, o local já foi coberto de água. Acredita-se que, há milhares de anos, a própria formação da cadeia de montanhas separou a área do Oceano Pacífico, criando vários lagos pré-históricos que mais tarde secariam, dando origem ao que hoje conhecemos como o Salar de Uyuni. 

Com mais de 10.000 km² e quase 4 mil metros acima do nível do mar, a estimativa é de que o lugar reúna 10 bilhões de toneladas de sal. Outro fator interessante é que esse é o único ponto naturalmente brilhante possível de ser visto do espaço, o que auxiliou os astronautas do Apollo 11 em 1969 e, até hoje, ajuda na calibração de satélites. 

Quando viajar para Salar de Uyuni?

O Salar de Uyuni é um lugar singular e sua visita pode mudar bastante dependendo da época do ano em que você decide conhecer o deserto. Por isso, não conseguimos dizer que existe uma época melhor para viajar: tudo vai depender do tipo de experiência que você prefere ter por lá

Para ajudar na sua decisão, vamos separar as visitas ao deserto em períodos de chuva e períodos de seca. 

Como é o Salar de Uyuni no período chuvoso

Imagem de homem vestido de azul com um cenário do salar uyuni em todo o seu horizonte

Se o que fez você se apaixonar por Salar de Uyuni foram aquelas fotos em que as a imagem parece refletida no solo, o período de chuvas é o momento em que você deve conhecer o deserto. 

O que acontece é que a água da chuva forma uma fina camada sobre o sal, o que transforma o lugar num verdadeiro espelho natural. Isso gera o efeito de, durante o dia, sentir que está flutuando entre nuvens e, à noite, é possível ver o reflexo das estrelas sob seus pés. 

As chuvas acontecem entre os meses de novembro e março e é importante ter em mente que elas restringem alguns acessos durante seu trajeto no deserto, como a Isla Incahuasi, o lugar onde você pode ser cactos de 10 metros de altura.  

Como é o Salar de Uyuni no período de seca

Salar de Uyuni - seca

Já na época de seca, você garante que sua viagem possa ser completa, explorando o Salar de Uyuni integralmente. E não precisa se preocupar achando que sem a água o lugar perde a beleza – muito pelo contrário: o que se encontra é uma imensidão branca que é tão bonita quanto. O clima seco faz com que se formem rachaduras no chão, que se transforma em um quebra cabeças geométrico bem legal. 

No entanto, um ponto que pode ser ruim durante essa época é a temperatura que toma conta do deserto, fazendo os dias poderem chegar à graus negativos durante os meses de junho e julho. Por isso, se você não é muito fã de climas gelados, é melhor explorar o Salar de Uyuni nos demais meses do ano. 

O período de seca no deserto acontece entre os meses de abril e outubro 😉

Como é a experiência no deserto?

Se você está pensando que basta chegar e explorar o Salar de Uyuni por conta própria, pode pensar de novo: é altamente recomendado que você conte com um guia de uma agência especializada. Lembre-se que, por ser um deserto, o local praticamente não conta com referências visuais, além de ter uma extensão enorme e quase nenhuma sinalização – ou seja, percorrer o Salar sem uma companhia experiente no local é correr um risco altíssimo de se perder! 

Com o sua visita guiada agendada, você vai percorrer cerca de 500 km do deserto, podendo fazer o caminho que vai de Uyuni, na Bolívia, até San Pedro de Atacama, no norte do Chile, ou vice versa. A viagem dura cerca de 3 ou 4 dias, é feita em um veículo 4×4 e conta com a estadia em hotéis mais simples ao longo do caminho

O mais legal de tudo é que o próprio Salar de Uyuni é apenas parte dessa viagem, que conta com muitas outras paisagens diversas e igualmente impressionantes. Ah, e é sempre bom lembrar: o local não conta com sinal de internet, então prepare-se para um detox das redes sociais 😉

O que você vai ver na viagem? 

Salar de Uyuni - Laguna colorada

De paisagens desérticas, com cactos gigantescos a gêiseres com água fervente, você pode esperar de tudo um pouco na sua viagem por lugares de uma beleza impressionante no Salar de Uyuni. 

Dentre as inúmeras atrações que você vai ver no caminho, algumas das paradas mais comuns são: 

  • O Salar de Uyuni, claro, onde você vai ver a vastidão do deserto branco;
  • A Ilha Incahuasi, onde você vai poder ver a sua altura próximo a cactos com até 10m de altura;
  • A Laguna Colorada, que vai te encantar com seu tom avermelhado e seus flamingos cor de rosas;
  • O cemitério de trem, um local onde você encontra trens abandonados e enferrujados, que se tornaram cenários de fotos incríveis;
  • A árvore de pedra, uma estrutura rochosa de altura que se assemelha uma árvore e já se tornou um dos símbolos da região;
  • A Lagoa Verde, que além de lindíssima, fica bem próxima do Vulcão Licancabur, simplesmente o maior vulcão do Atacama; 
  • Os Gêiseres do Sol do Amanhã, um campo geotérmico com cerca de 2 km² de beleza impressionante; 
  • As Termas de Polques, onde você pode aproveitar as roupas de banho para um mergulho nas águas quentes. 

Como se preparar para seus dias em Salar de Uyuni?

A viagem para Salar de Uyuni é uma experiência única, mas é preciso que você se prepare para ela! 

Algumas dicas de viagem são: 

  • Lembre-se da altitude! É preciso passar por uns dias de aclimatação, isso é, dar tempo ao seu organismo para que ele se acostume com a menor quantidade de oxigênio no ar. Por isso, é legal que você se programe para passar um ou dois dias mais tranquilos na cidade onde é seu ponto de partida antes de adentrar o deserto; 
  • Espere temperaturas mais baixas. Mesmo viajando em meses de primavera ou verão, por se tratar de um deserto, o Salar de Uyuni pode te presentear com um clima mais frio, principalmente à noite. Leve roupas bem quentinhas (com direito à luvas, cachecol e touca), e pense em combinações que te possibilitem a adaptação às temperaturas durante o dia (que podem subir inesperadamente);
  • Óculos de sol e protetor solar são indispensáveis! Independentemente da temperatura, esses itens vão ser seus melhores amigos durante os dias no deserto. Isso porque, não apenas o sol é forte, mas também o reflexo causado na areia branca pode te deixar com dificuldade de enxergar bem; 
  • Não esqueça os lanchinhos. Encontre espaço para snakcs, biscoitos e frutas na sua mochila de viagem – as refeições podem atrasar ou você pode ficar um período maior do que o de costume sem comer, dessa forma, é sempre bom ter um lanchinho em mãos. A garrafa de água também é item obrigatório na sua lista, viu? 😉 
  • Pesquise suas acomodações no deserto com antecedência, existem opções variadas e, se você preferir, pode combinar rotas diferentes com sua agência para se hospedar em locais mais completos e aconchegantes;
  • Não se esqueça que você vai estar sem internet por alguns dias. É importante que você avise seus amigos e familiares sobre os dias exatos de viagem, evitando possíveis confusões por conta da sua falta de comunicação. 

 

O Salar de Uyuni é um dos destinos mais impressionantes da America Latina. Você encara essa aventura no deserto? 

Deixe um Comentário