Entenda a importância do seguro viagem na hora de viajar

Tire todas as suas dúvidas sobre o que é o seguro viagem, como ele pode ser usado, quando deve ser contratado e muito mais!

Viajar requer muito planejamento e organização. Mesmo turistas com um espírito mais livre precisam fazer as malas, verificar o câmbio do destino, se preocupar com hospedagem e também com a documentação exigida para entrada no país. O passaporte é indispensável e, em muitos países, também é exigido o seguro viagem

Como a vacinação contra a Covid-19 se encontra em estágio bem avançado, várias atividades vêm sendo retomadas, dentre elas o turismo. 

É claro que ainda não há um alívio completo, boa parte das pessoas estão um tanto receosas quanto à possibilidade de contaminação. Prova disso é que apesar das viagens serem uma tendência para 2022, outra tendência que cresce junto a essa é o aumento da contratação do seguro viagem. 

Esse receio se deve, principalmente, ao fato de que pessoas vacinadas também correm o risco de contrair o vírus. Mas, a tendência de contratar um seguro que garanta a assistência médica tem ainda outro motivo, relacionado a exigência que vários países estão fazendo aos turistas: o de apresentar a apólice junto ao passaporte e o comprovante de vacinação.

Vale ressaltar que a exigência da apólice não é nenhuma novidade: mesmo antes da pandemia uma série de países já exigiam o documento.

Na América do Sul podemos citar, por exemplo, Chile e Uruguai. Tem ainda a região europeia ligada ao Tratado Schengen — que engloba mais de 25 países da Europa. Singapura e Tailândia também estão na lista.

Então, seja para visitar países a trabalho, estudo ou passeio, uma coisa é certa: provavelmente a apólice do seguro será obrigatória. Porém, mesmo que o país não exija o documento, tenha em mente que o seguro viagem é garantia de uma temporada mais segura e tranquila em relação à saúde dos viajantes.

Para ajudar, reunimos todas as informações essenciais sobre o tema para você entender o que é o seguro viagem, sua importância e outras questões essenciais para garantir que sua viagem seja tranquila e sem dor de cabeça!

O que é o seguro viagem

O seguro viagem, ou seguro de viagem, é um serviço focado em auxiliar o viajante em caso de problemas na viagem. 

Obrigatório em vários destinos, ele pode cobrir eventuais custos com médicos, ambulância, atendimento odontológico e hospitalar, ou mesmo problemas de extravio de bagagem. A cobertura de cada seguro viagem varia conforme o contrato, mas todos ajudam a evitar dores de cabeça e, ainda, permitem economizar no caso de perrengues. 

Por que é importante contratar um seguro de viagem?

Em toda viagem há a possibilidade de adoecer, se ferir, sofrer acidente ou precisar de atendimento médico por algum motivo diverso. Não queremos que esses problemas aconteçam, mas é importante se preparar para lidar com cada um deles.

Nem todos os países contam com atendimento gratuito no setor de saúde, ainda mais para turistas. Assim, um imprevisto pode custar muito caro e, além disso, a falta do seguro aumenta a burocracia na hora de conseguir ajuda.  

Alguns seguros contam com coberturas mais amplas, como a perda de documentos e extravio de bagagem. 

É obrigatório ter um seguro ao viajar para o exterior?

Muitos destinos exigem o seguro viagem como requisito de entrada. O número de países que demandam a apólice aumentou durante a pandemia e alguns destinos foram acrescentados à lista, como os Estados Unidos, México, Colômbia, Argentina, Canadá e Chile.

Assim, além dos países que já exigiam  que os turistas apresentassem  o certificado ou a apólice de um seguro viagem ao passarem pela imigração, vários outros passaram a fazer o mesmo.

Para não ficar dúvida, confira os principais países que tornaram obrigatório o ato de apresentar a apólice do seguro viagem!

Países do Tratado Schengen

  1. Alemanha
  2. Áustria
  3. Bélgica
  4. Dinamarca
  5. Eslováquia
  6. Eslovênia
  7. Espanha
  8. Estônia
  9. Finlândia
  10. França
  11. Grécia
  12. Holanda
  13. Hungria
  14. Islândia
  15. Itália
  16. Letônia
  17. Liechtenstein
  18. Lituânia
  19. Luxemburgo
  20. Malta
  21. Noruega
  22. Polônia
  23. Portugal
  24. República Tcheca
  25. Suécia
  26. Suíça.

Vários países vizinhos do Brasil também exigem a apólice, dentre eles Argentina, Chile, Costa Rica, Cuba, Equador, Uruguai, Venezuela.

Além dos locais mencionados acima, temos ainda Angola, Argélia, Aruba, Bielorrússia, Catar, Emirados Árabes, Tailândia, Turquia e Ucrânia exigindo a comprovação. 

Qual a diferença entre seguro viagem e assistência de viagem?

Até o final de 2015, o seguro de viagem se diferenciava da assistência de viagem porque sua função era de reembolsar o segurado com gastos eventuais associados a imprevistos na viagem, enquanto a assistência demandava o contato prévio do viajante. Após contato, o segurado seria direcionado ao local correto. 

No entanto, a Susep (Superintendência de Seguros Privados) emitiu a resolução CNSP 315/2014 que acabou com as diferenças. Portanto, desde 2016 não há mais diferença entre seguro viagem e assistência de viagem

Vale a pena usar o seguro viagem oferecido pela operadora do cartão de crédito?

Existem bandeiras que oferecem recompensas proporcionais aos gastos nos cartões de crédito. Existem programas de pontos que permitem a conversão em milhas ou bens materiais diversos, e outras entregam benefícios extras, como o seguro de viagem.

Antes de decidir entre a opção oferecida pela operadora ou por uma seguradora, é importante ler o contrato. Em alguns casos, a cobertura oferecida pode não ser suficiente ou pode ser muito básica, enquanto em outros o custo-benefício pode valer a pena.

Qual o melhor seguro de viagem?

Para escolher o melhor seguro viagem, é imprescindível prestar atenção às coberturas oferecidas e aos limites estabelecidos para cada uma delas. Entre as principais, estão:

  • cobertura de despesas médicas, odontológicas, fisioterapêuticas e farmacêuticas;
  • auxílio no caso de extravio ou dano nas bagagens;
  • cobertura em caso de interrupção ou cancelamento abrupto de viagem.

Sempre pesquise os acidentes mais comuns e problemas mais frequentes no seu destino, bem como o seguro com melhor custo-benefício em relação ao valor e ao que ele cobre.

E, por fim, queremos ressaltar alguns erros comuns, mas que devem ser evitados a todo custo. 

Dicas para evitar erros na contratação do seguro viagem

Sempre leia atentamente o que o seu seguro cobre, isso é fundamental para evitar transtornos futuros. Já imaginou a dor de cabeça, se um viajante sofre determinado acidente e o seguro não cobre aquele caso específico?

Além do mais, não esqueça que os tipos de imprevistos que o seguro precisa cobrir tem a ver com o destino. Não faz sentido uma cobertura relacionada a acidentes na neve se o local da viagem é o deserto do Saara, não é mesmo? 

Então, certifique-se de que o seu seguro viagem oferece cobertura de imprevistos que tenham a ver com o seu local de chegada!

Considere também seu perfil de viajante. Se você vai viajar para fazer ecoturismo, não faz sentido contratar um seguro para estudantes, certo? Os passeios de aventura envolvem muito mais riscos do que apenas passar uma temporada estudando.

Gestantes, crianças e idosos também demandam coberturas diferentes já que exigem cuidados específicos.

Para finalizar, nunca deixe de confirmar na sua apólice o que você tem direito e como acessar esses serviços, caso seja necessário. E, claro, nada de omitir informações, no final das contas o turista corre o risco até mesmo de ficar sem o serviço por conta de dados incompletos.

Todo cuidado é pouco, afinal, imprevistos podem acontecer, mas nem por isso devemestragar um momento tão legal para você, não é? Então, lembre-se das nossas dicas!

Qual é o valor do seguro viagem? 

Não existe uma resposta exata quanto ao custo de um seguro viagem, porque ele varia conforme vários fatores. O principal é a variação do câmbio, mas também é considerada a idade do segurado, a duração da viagem, os destinos, eventuais problemas de saúde preexistentes e a finalidade da viagem. Por exemplo, uma viagem para praticar esportes radicais pode sinalizar maior risco à seguradora, impactando no valor. 

Porém, como sempre estamos aqui para ajudar você, trouxemos um exemplo simples e a simulação de uma das maiores seguradoras do mercado, a SulAmérica

Para a simulação, consideramos uma viagem saindo de São Paulo com destino à Espanha, pelo período de 30 dias, em junho de 2022. A viagem em questão é para um passageiro com menos de 64 anos, e o transporte é aéreo. 

SulAmérica — plano Europa compacto com cobertura Covid

Custo total de R$ 1633,49 e com os seguintes valores de cobertura:

  • morte acidental: R$ 30.000,00
  • extravio de bagagem: R$ 1.500,00;
  • cancelamento e interrupção de viagem: não cobre;
  • despesas jurídicas: € 1.000,00;
  • traslado de corpo: € 30.000,00;
  • traslado médico: € 30.000,00;
  • retorno de acompanhantes com extensão para COVID: € 1.400,00
Fica a dica: em apenas 4 passos, você faz a sua contratação.

E então, conta pra gente: sanou suas dúvidas sobre o que é o seguro viagem e, em especial, qual a importância dele para a temporada que você pretende passar no exterior? Não abra mão de contratar um, mesmo que o seu destino não exija o serviço oficialmente. Afinal, como diz o ditado, o seguro morreu de velho!

E se você quer viajar, mas não sabe ao certo para onde,  confira nossos guias de viagem e escolha o seu próximo destino!

Deixe um Comentário