Saiba tudo sobre Turismo Comunitário

Já ouviu falar em turismo comunitário? 

O turismo é uma atividade que movimenta a economia e vem crescendo cada vez mais, com muitas possibilidades de desenvolvimento de um lugar. Mas, em contraponto a isso, a atividade turística exacerbada e sem responsabilidade social e com a natureza pode provocar muitos impactos negativos. 

É exatamente neste contexto que entra o Turismo Comunitário! Quer saber mais? Continue lendo. 

Turismo Comunitário: o que é?

O turismo comunitário ou de base comunitária surgiu na década de 1990 como “resistência a grandes empreendimentos que praticam o turismo predatório, sem preservar o ambiente e as comunidades locais”, segundo Ivan Bursztyn, professor especialista em sustentabilidade

O Turismo Comunitário é pautado na prática coletiva e podem ser vinculadas à associações de moradores, fundações e organizações não governamentais. Em suma, o Turismo Comunitário ou de base comunitária “são iniciativas e atividades protagonizadas pelas comunidades locais, que se ordenadas e bem estruturadas, representam importantes experiências turísticas, capazes de agregar valor aos roteiros e gerar emprego e renda à região.” Esta é uma definição do Ministério do Turismo, mas sabemos que ela pode ser bem maior e mais ampla, quando se fala em Turismo Comunitário. 

Lugares no Brasil para fazer Turismo Comunitário

Se esse é um conceito que te desperta a vontade de viajar, a gente te ajuda: separamos alguns exemplos de destinos perfeitos para quem quer se aventurar pelo turismo comunitário! 

Vale do Jequitinhonha – MG

O Vale do Jequitinhonha é considerado economicamente a região mais pobre do país, mas através do turismo vem resistindo a este estigma! 

Através do artesanato em cerâmica e outros materiais, as mulheres empreendedoras passam seu ofício de geração a geração para que este nunca deixe de existir. E o mais legal: se você visitar esta região através de uma agência que promove o turismo comunitário, é possível aprender a arte e o ofício das ceramistas e, ainda, se hospedar e se alimentar nas casas das artesãs! 

É possível viver o dia-a-dia delas e entender como a arte pode moldar e mudar uma realidade de uma região. Ou seja: essa é uma experiência completa de vivência do Vale, que vai tornar a sua viagem única. 

Vale do Paraíba do Sul – SP

O Vale do Paraíba do Sul está localizado dentro da Rota do Escravo, o programa mundial de mapeamento da diáspora africana organizado pela UNESCO. São sete roteiros onde você pode visitar as fazendas escravagistas ou de negros libertos, conhecer o dia-a-dia e as tradições das comunidades quilombolas e, ainda, provar da culinária afro-brasileira. 

Ilha de Cotijuba – PA

O roteiro na Ilha de Cotijuba, uma das ilhas do arquipélago de Belém, tem muito pra mostrar. A vivência com o Movimento das Mulheres da Ilha de Cotijuba vão te ensinar como um grupo de mulheres pode comandar uma ilha, produzir seus próprios alimentos e manter viva a cultura e as manifestações culturais. 

 

Ficou curioso para praticar o Turismo Comunitário? Comece por estas três dicas de lugares no Brasil e monte sua própria lista. É urgente pensarmos em atividades que preservem nossa cultura e nosso meio ambiente. Vamos? 😉 

Deixe um Comentário