Como comprar passagens aéreas, 7 dicas para não cometer erros

Cometer erros ao comprar as passagens pode levar a prejuízos. Quando você decide viajar, o primeiro passo a tomar é planejar toda a viagem. De escolher o destino para onde ir até o momento de voltar em segurança para casa, muitas coisas podem acontecer se você não se programou bem.

E uma etapa em específico costuma preocupar o viajante moderno: a compra da passagem aérea. Sim! Comprar passagens aéreas pode parecer uma atividade fácil, mas, se você não prestar atenção em algumas particularidades, pode acabar tendo uma experiência negativa.

Se você está com muita coisa na cabeça e quer saber como comprar passagens aéreas, vamos te ajudar com 7 dicas relevantes para evitar os contratempos e garantir uma compra com o melhor custo benefício. Vem conferir! 

Como comprar passagens aéreas?

A compra da passagem aérea pode provocar várias dúvidas, desde de “qual o melhor horário para comprar passagens aéreas” até a real importância do seguro de viagem. Com esses dois temas já esclarecidos, te ajudamos com outras questões também importantes.

Podemos dizer que os erros mais comuns ao comprar passagens aéreas são: não fazer pesquisas e não se atentar aos detalhes, que podem fazer toda a diferença na sua experiência enquanto consumidor.

Dica 1: Pesquise

Ao definir o destino para onde vai e a data de ida e volta, pesquise qual companhia aérea oferece as melhores condições para. Nem sempre o preço é tudo e, mais adiante, você vai saber o porquê.

O importante é não comprar a primeira passagem aérea que encontrar. Pesquisar pode te levar a melhores valores, condições de voos e ao melhor custo benefício.

Dica 2: Não se adiante ou se atrase

Não compre sua passagem aérea com muita antecedência. Essa pode parecer uma boa ideia, mas, na verdade, você corre o risco de perder boas promoções. Também não deixe para cima da hora.

É importante não se adiantar, mas isso também não quer dizer que você deva se atrasar. Existe um limite seguro de tempo para você fazer sua compra que vai depender de quanto tempo você tem até a data de embarque. Digamos que com uns 2 meses de antecedência é um bom tempo.

Dica 3: Aproveite os bons preços

Fez sua pesquisa, está em um limite razoável de tempo até sua viagem e achou um bom valor? Não deixe para depois! As tarifas sempre variam de preço e, nesse caso, podem aumentar.

Deixar para efetuar a compra depois, raramente é uma boa ideia. O melhor a fazer é se agarrar na melhor oportunidade que você tiver e aproveitar para garantir um bom preço nas passagens. Economizando nelas, sobra mais para outros gastos.

Dica 4: Use suas milhas

Se você faz parte de programas de fidelidade e já acumula pontos, aproveite e use suas milhas para viajar. Fazendo isso você pode baratear ainda mais a compra da sua passagem aérea.

Ainda que a margem de diferença do que você pagaria em milhas ou em dinheiro não seja tão grande, qualquer economia para quem vai viajar faz diferença, certo? Pesquise se a compra com milhas vale a pena e, se tiver o suficiente, use.

Mas caso você ainda não faça parte de nenhum programa de pontos, saiba como acumular milhas no cartão de crédito para não perder mais nenhuma oportunidade.

Você também pode vender suas milhas pela nossa plataforma e, com essa grana extra, sua passagem ficará ainda mais barata

em uma mesa de mármore estão um computador aberto em um site de compras de passagem, um passaporte, uma xícara com uma laranja, uma câmera fotográfica e uma sacola de pano ao lado de um mapa

Veja também: Entenda o passo a passo sobre comprar passagens no site da MaxMilhas

Dica 5: Prestar atenção no que está incluso na passagem

Esse é um dos motivos pelos quais afirmamos que o valor mais baixo nem sempre é a melhor opção para você. Ao comprar passagens aéreas, você deve observar o que está incluso no valor pago.

Bagagens, assentos e serviços adicionais nem sempre fazem parte do pacote de uma passagem aérea mais barata. E, ainda que escolher o melhor assento não faça muita diferença para você, a bagagem é um item que pode pesar no orçamento se não estiver inclusa.

É comum que em viagens mais longas você precise levar uma mala maior. Nesses casos, comprar uma passagem que te dê direito ao despacho de uma mala de 23kg é essencial. Afinal, ficaria muito mais caro ter que pagar por fora para despachá-la por excesso de peso.

Dica 6: Observe as restrições

Uma questão muito importante quando você vai aprender a como comprar passagens aéreas, é observar se aquela tarifa te dá o direito de remarcar o voo, se preciso. Principalmente para quem compra a passagem com certa antecedência.

Contratempos acontecem e você precisa estar preparado para fazer mudanças no dia ou horário do seu voo, caso necessário. Se sua passagem não é remarcável ou se ela não te oferece o reembolso da quantia investida, você pode simplesmente perder o valor.

Na dúvida, opte por tarifas sem esse tipo de restrição e que te dê flexibilidade para esse tipo de alteração. Dessa forma, você estará assegurado se alguma eventualidade acontecer.

Dica 7: Verifique as conexões

Esse é outro fator que contribui para que o valor da passagem não seja o mais importante na hora de comprar passagens aéreas. Em alguns casos, tarifas muito baixas te levam a fazer conexões muito longas e isso pode ser cansativo.

Claro que, para quem prioriza a economia, voos que têm uma ou mais conexões geralmente são mais em conta. Mas para quem vai fazer uma grande viagem, ficar 8 ou 12 horas em um aeroporto esperando outro voo não é tão interessante.

Ao pesquisar sua passagem aérea verifique se o voo escolhido é direto ou tem conexões. Se tiver, avalie se está disposto a essa aventura e escolha aquele que melhor se adequa a suas possibilidades.

Anotou as dicas? Temos certeza de que, seguindo elas no site do MaxMilhas, você vai fazer um investimento muito mais seguro e consciente ao comprar sua passagem aérea. Ah! Deixa a hospedagem por nossa conta que garantimos o melhor custo benefício.

E aí, vamos viajar?

Deixe um Comentário